Translate

sábado, 25 de maio de 2013

Politicamente Irado : A VIOLÊNCIA NO RIO DE JANEIRO : Como eu já mencionei em outros post, a violência é uma doença provocada pelo vírus chamado Estado. Seus sintomas são ineficiência das leis vergonhosas e imorais do código criminal, corrupção política, impunidade, conivência do Estado e do Judiciário com os bandidos que infestam não só as ruas e os morros, como os bandidos que andam de carros de luxo por Brasília e que são frequentadores vitalícios do poder. Os terrorristas, vagabundos, maconheiros e assaltantes de bancos que nos anos 60 promoveram a luta armada contra o regime militar e que hoje estão em todos os buracos e frestas da política e do poder público, são os verdadeiros culpados pelo quadro de violência que assola nossas cidades. O grande número de armamento pesado que se alastra pelas favelas e morros do Rio de Janeiro já seria um bom motivo para se colocar o Exército nas ruas. Esta manobra militar já é bastante aceita, requerida e idolatrada pela população, ou seja, pelo povão, que quer o exército nas ruas. Mas Brasília pensa ao contrário. Os nossos líderes, que teêm aversão e pânico ao exército e a palavra "militar", acham que é precipitado se tomar uma atitude tão radical. Claro que eles acham isso, eles morrem de medo do exército tomar as ruas e quem sabe o poder e tirar deles a chave do cofre da União e as mamatas que esses verdadeiros larápios se acostumaram a ter com o poder. Eles nutrem ódio, rancor e aversão ao exército e aos seus Comandantes e Generais, o mesmo exército maldoso e perverso que lhes deu o perdão, deixando os livres para voltarem de seus exílios e sairem de seus buracos escuros com todos os seus direitos de cidadão, bem como, com todos os seus direitos políticos garantidos e preservados. Este foi o único erro grave do regime militar, dar aos bandidos, a chaver do cofre. Estes ex-criminosos que hoje estão no poder, sofreram lutando contra o regime militar, foram perseguidos injustamente pelos militares, pois não podiam explodir as ruas com as granadas do comunismo, não podiam andar de fuzis e metralhadoras atirando contra os militares do seu próprio país e nos inúmeros inocentes civis que foram vítimas dos atentados que eles praticavam, não podiam assaltar os inúmeros bancos para terem dinheiro para encher seus bolsos e traficar mais armamento pesado para seus grupos pára-militares e seus grupelhos baderneiros, nem fazer rolar o tráfico de armas e de drogas que alimentavam sua revolta e sua ira contra os militares honestos que governavam o país para o povo. Não podiam sequestrar pessoas de alto poder aquisitivo, como empresários, embaixadores e até um consul. Inclusive não podiam roubar gente graúda como em um assalto ao Governador da época, Adhemar de Barros, no qual roubararm um cofre que tinha 2 milhões de doláres. Será que gastaram tudo com armas para a luta armada? Foram perseguidos por que não podiam fumar maconha, a droga da época que eles traficavam nas fronteiras urbanas, não podiam ser vagabundos desempregados, pois nunca gostaram de trabalho, não podiam assaltar unidades militares para roubarem munição para matar pessoas e praticar seus crimes, não podiam protestar contra o regime que os oprimia e os torturava nos subterrâneos dos quartéis militares. Não podiam ser subversivos, violentos e revoltados contra a política que os afastava do poder, não os deixando meter a mão nos cofres da Mãe Pátria, como sempre gostaram de fazer. Tadinho deles, não podiam ser livres, nem promoverem o terrorismo, o caos e a baderna. Por isto eles foram "injustamente" perseguidos pelo regime militar. Nem tanto pelo fato de serem politicamente comunistas, mas pelo fato de serem bandidos, serem guerrilheiros, serem traficantes, sequestradores, homicidas, fascistas subversivos, maconheiros, vagabundos, assaltantes, baderneiros desprovidos de qualquer ligação com o patriotismo e anti-sociais. Hoje estes coitados que foram injustamente perseguidos pelo regime militar estão no poder. É de bandidos que estamos falando, gente que no passado se acostumou a praticar crimes de toda espécie, jovens que eram arrigimentados por mentes perversas do comunismo, gente que criou grupos guerrilheiros, financiou assassinatos, sequestros, assaltos à bancos e a diversas residências e se diziam ser os "libertadores" do país. Estes jovens sem qualquer personalidade, eram arrigimentados nas portas das faculdades e levados a idolatrar uma guerra ideólogica por uma liberdade que sempre existiu no país. Eram persuadidos como numa lavagem cerebral coletiva, assim como era feito no "nazismo", a lutarem contra um regime ditador e opressor. Eram aliciados por teses Marxistas-Leninistas que muitos nem entendiam o que era. Ofereciam maconha para estes jovens e desta forma iam modelando e moldando suas mentes aventureiras e rebeldes. Era desta forma que os grupos da esquerda revolucionária se formavam e era desta maneira que aprendiam a matar, roubar, sequestrar e aterrorizar o Estado. Muitos destes guerrilheiros vinham também dos sindicatos e também das alas progressistas da Igreja Católica que da mesma mesma maneira que tirava dinheiro dos fiéis honestos, comprava e financiava armas para a guerrilha. Muitas igrejas dos padres pedófilos e corruptos, foram e serviram de esconderijos para os bandidos e assassinos. De alguma forma a igreja tirava proveito disto como sempre tirou da ignorância das pessoas que engana e alicia. Mas este regime era opressor apenas contra "eles", os criminosos comunistas e não contra a sociedade e o povo brasileiro. Foi a própria esquerda armada que endureceu os militares, pois era e, é inadmissível que a violência que estes grupos espalhavam pelos quatro cantos do Brasil, chegasse o poder pela guerrilha. Todo mundo sabe que o regime militar torturou muita gente e que muita gente morreu ou sumiu do mapa, mas se morreram, sumiram ou foram torturados é porque tinham alguma ligação com o crime organizado dos grupelhos pára-militares. Ou eram informantes, ou eram participantes e ou financiadores. Não acredito que o exército com tantas informações e investigações militares e policiais iriam pegar a pessoa errada. Quem morre, quase sempre tem culpa no cartório, ninguém morre à toa numa situação destas. Sinto muito pelos pais e mães que tiveram seus filhos presos e torturados pelo regime militar, mas se há alguém culpado pelas torturas e mortes destes jovens, este alguém se chama a esquerda fascista e criminosa que assolou os anos 60 e que hoje posa de terno e gravata importada pelos plenários e corredores de Brasília. Foram eles que colocaram as armas nas mãos destes jovens, foram eles que os víciou em maconha, heroína e outras drogas, foram eles que ordenavam à estes jovens para cometer crimes contra o Estado. Seus mentores e financiadores são sim, os grandes culpados. Naquele tempo sempre houveram protestos do povo contra as coisas políticas e nem por isso o exército perseguiu, prendeu todo mundo ou matou gente nas ruas. Os aproveitadores é que penetravam maldosamente no meio destes protestos, se aproveitando da multidão que ali estava pacificamente e se misturando à eles, usavam de violência, provocando o caos e a baderna. Com isto se passava a imagem de que o povo era oprimido e massacrado pelo regime militar. Centenas de operários eram aliciados a apoiar a esquerda, eram manobrados por falsas prerrogativas de liberdade. Muitos destes jovens que faziam parte de grupos pára-militares de esquerda foram executados ou sumiram pelas mãos dos próprios "companheiros", que conseguiam desta forma, passar a imagem de que o exército era o culpado pelas mortes e assassinatos destes jovens. Era o "Justiçamento" onde os militantes traidores eram executados e depois jogados nas valas e sarjetas das nossas cidades. Muitas mães nem pensaram nisto, preferiram culpar o regime militar, envolvidas pela falsa propaganda que a esquerda fazia do Governo. Gente desta espécie é que hoje ocupa altos cargos políticos no Governo e que mandam e controlam a engrenagem podre e corrupta que se instalou dentro do corpo doente do Estado Brasileiro. Essa doença sem cura, pois não há vacina que mate estes vermes parasitas, é que hoje faz o estado sofrer e a agonizar moribundamente num leito sujo de um hospital sem infra estrutura do SUS e sem médicos especialistas, sem aparelhos e sem remédios. A "COLINA que antes se chamava POLOP, MNR que virou VPR, AP, FALN, POC, MOLIPO, PC do B, PCB, MEP, MR-8, FALANGE VERMELHA, ANL e tantos outros grupos esquerdistas que se alastravam como hoje se alastram os partidos políticos, eram na verdade uma "fachada" para a execução de crimes, assaltos, sequestros e outros meios fáceis de se obter dinheiro sem trabalhar duro. É por isto que hoje as mamatas no poder são absurdas. Eles sempre gostaram das coisas fáceis. A "FALANGE VERMELHA" que hoje se tornou o "Comando Vermelho" é um dos tentáculos do crime organizado da esquerda fascista que permaneceu até os tempos de hoje graças aos presos políticos que se misturavam aos bandidos da época nas prisões, os ensinando como se administrar e como se formar o crime organizado. É de bandidos sim que estamos falando, do verdadeiro crime organizado que hoje se reagrupou e tomou o estado brasileiro. Por isto é que vemos tanta violência, tantos caos e tanta baderna pela televisão. O crime neste país é supremo e impune e tudo isto graças as leis que estes bandidos reformularam e votaram no congresso para se protegerem mútuamente. Por isto vemos tanta impunidade, tanto bandido, tanto crime e tanta violência nas pequenas, médias e grandes cidades deste país. É Por isto que hoje existe a tal imunidade parlamentar, imunidade que protege bandidos, assassinos homicidas e corruptos, imunidade também criada por esta corja imunda que predomina no poder. Por isto que vemos hoje, assassinos, traficantes e assaltantes soltos pela justiça, a matar e a roubar o povo brasileiro pelas ruas sem qualquer medo de serem presos novamente. Somente no Rio de Janeiro há dezenove mil mandatos de prisão em aberto, ou seja, há dezenove mil bandidos à solta na cidade, a maioria rescidente por que foi presa e solta pela própria Justiça de araque. Bandidos que a lei protege e afaga de forma caridosa, enquanto nós somos vítimas todos os dias da corrupção do Estado, de assaltos, de homicídios, de estrupos, de pedofilia e de crimes violentos e absurdos. Estamos prisioneiros em nossas próprias casas, cercados de grades e portas de aço, de camêras de segurança, de muros altos e protegidos com cercas elétricas e sistemas caros de vigilância. Nós é que estamos condenados e presos, enquanto a bandidagem está à solta no poder, está à solta nas ruas, nas favelas, nas estatais, nos orgãos públicos, nas vielas e sarjetas das cidades. A droga, o tráfico de armamento pesado, o caos e a violência se apoderaram de todos nós. A própria polícia é uma vítima desta máquina corrupta e imunda que controla o país. Nós pagamos caro para a polícia trabalhar com viaturas modernas, policiais bem equipados, helicópteros, investigações onerosas e tudo para quê? Para a Justiça prender e soltar em tempo recorde, o mesmo bandido que a polícia gastou uma fortuna e tempo para prender. A polícia as vézes leva mais tempo para prender um bandido do que o tempo que este bandido leva para permanecer preso. Esta são as leis que estes ex-bandidos, ex-terroristas e ex-assassinos dos anos 60, formularam e votaram no congresso para criarem a impunidade e o caos social. Eles sempre gostaram de viver no caos e de promoverem a baderna, pois foi neste meio que se criaram, se expandiram e viveram a maior parte de suas vidas. Nós é que pagamos caro para vivermos aprisionados em nossas muralhas de medo e terror. Estamos sim caminhando para um abismo profundo e sombrio. A cada dia que passa vemos mais crimes pela televisão, assistimos cenas estarrecedoras de crianças sendo mortas, estrupradas e levadas as drogas e a prostituição. A cada dia vemos mais tiroteios nos morros, nas ruas, nas esquinas e nas favelas. A cada dia assistimos a polícia a aprender mais armas de potência militar, granadas, fuzis, metralhadoras, sub-metralhadoras e armas pesadas de todos os formatos e calibres. A cada dia vemos mais drogados pelas ruas, mais violência nas escolas, nas famílias e até mesmo entre amigos. Estamos perdendo o senso pela vida, estamos perdendo a sensibilidade e o amor, já perdemos o patriotismo e a razão por estarmos aqui e tudo vai ficando cada vez mais costumeiro e banal. O mal se apoderou de tudo e vai contaminando o que resta de bom. Hoje a violência que assistimos pela televisão é só o começo. A cada dia que se passa as coisas vão se tornando mais difíceis de se resolverem. Os crimes se proliferam de forma avassaladora, e a polícia vai chegar a um ponto que não terá mais controle sobre tantos bandidos e tantos crimes. O cidadão vai acabar comprando armas de forma ilegal para se proteger e os crimes e assassinatos vão aumentar. Vai chegar o dia em que os criminosos irão mesmo se organizar e quando este dia chegar, a sociedade vai ser esquartejada nas esquinas e dentro de suas casas a cada minuto do dia. O Estado estará acuado e fora de controle e nós é que seremos as grandes vítimas. Como a polícia não dará mais conta de tantos crimes, as forças armadas terá por motivos de força maior, de tomar as ruas e lutar contra a guerrilha urbana dos bandidos e do crime organizado. Vamos ser sitiados e muita violência será vista e sofrida por centenas e milhares de inocentes. Já assistimos filmes na TV onde isto acontecia de fato. O que era ficção irá se tornar realidade, saindo das telas da TV para dentro de nossas casas, de nossas ruas e de nossas cidades. Não há ninguém no governo, no judiciário ou no executivo que seja honesto o bastante ou corajoso o bastante para mudar este quadro pré-caos que se enraíza cada vez mais dentro do estado brasileiro. O governo não investe em educação para manter o povão, que não tem poder aquisitivo, na ignorância plena. Com um ensino de péssima qualidade, tão inferior, que um aluno da escola pública não tem condições de entrar para uma faculdade também pública, o governo não tem a menor força de vontade de investir em um ensino de qualidade para formar pessoas de bem, com educação, civismo e honestidade. Antigamente no Governo militar, as escolas públicas tinham aulas de moral e cívica, aulas de OSPB, onde os alunos aprendiam tudo sobre o Estado e a política Nacional. Sabíamos o que significava os três poderes, o que cada cargo político tinha como função, sabíamos das leis de nossa constituição, os hinos do Brasil, as histórias políticas, aprendiamos sobre a democracia, o socialismo e o que significava o comunismo. Hoje o povo mal sabe o que um Senador da República faz, mal sabe cantar o Hino da Bandeira ou o Hino Nacional. Hoje os alunos aprendem a não ser patriotas, aprendem a ser cegos e ignorantes políticos para mais adiante não saber o que um voto pode fazer para mudar o Brasil. Mantém o povo na escuridão da história política para o povão não saber do passado sangrento da esquerda fascista e guerrilheira. Mantém o povo na escuridão para que o povo seja a massa de manobra dos partidos e dos políticos corruptos nas eleições. Este é o Brasil da Senhora Dilma Roussef, do Senhor Renan Calheiros, do Senhor Sarney e família, do Senhor José Dirceu, do Senhor Fernando Henrique, dos Senhores, Temer, José Serra, Gabeira, Carlos Minc, Luis Carlos Prestes, Plínio Salgado, Leonel Brizola, Darci Ribeiro, José Genuíno, Franklin Martins (ministro da Dilma e ex-guerrilheiro), César Maia, Fernando Pimentel, Márcio Lacerda e tantos outros da esquerda brasileira. Não temos educação para nossos jovens das favelas que tornan-se bandidos e traficantes, não temos cultura, o povo prefere o "funk" que prega a violência e a imoralidade por que o governo não investe em cultura popular. Não temos trabalho com salários dignos, o governo prefere usar a política paternalista comunista dando bolsas disso, bolsas daquilo, vale isso, vale aquilo, ao invés de investir em cooperativas que gerem emprego e renda nas favelas e nas áreas pobres do Brasil de formas a não fazer com que muitos destes beneficiários da ajuda paternalista caiam na ociosidade, pois já que recebem dinheiro e ajuda do Estado, não precisam trabalhar é só gerar mais filhos e ganhar mais benefícios e com isso super lotar o Brasil com uma geração de pessoas sem futuro e sem perspectiva. Não temos saúde, não temos transporte, não temos aposentadoria digna de uma vida inteira de trabalho, não temos justiça, não temos paz, não temos liberdade. O sistema carcerário trata os presos como hóspedes dando-lhes uma vida sem perspectiva, uma vida sem futuro. Vivem na ociosidade comendo e bebendo à nossas custas e como não teêm o que fazer, aprendem a ser piores do que já são, quando podiam ser empregados e usados como mão de obra na construção de estradas, de cooperativas, de prédios do Governo (desta forma se economizaria muito dinheiro), de escolas e hospitais. Mas fazendo isto, ou seja, tendo mão de obra gratuita de presidiários e sem custos para a União, "Eles" lá do poder não iam ter como praticar a corrupção com os super faturamentos de obras públicas. Não fazem nada para melhorar o país de verdade. Tudo que criam ou fazem é para o benefício e interesse deles próprios e de seus amigos de esquerda. As más ações dos políticos, os escândalos de corrupção, a malandragem e a roubalheira que assistimos todos os dias pela TV, no qual nenhum político é preso ou condenado, são os exemplos que marcam essa nova geração de bandidos e criminosos nas áreas pobres e favelas do Brasil. A violência cresce e o governo não faz nada para frea-la. O que adianta investir numa polícia eficiente se a Justiça é medíocre, se não há investimento em educação e civismo? O Brasil é sim, uma fábrica de fazer bandidos e criminosos. Desta forma nunca se poderá de forma verdadeira, criar uma solução para que o crime seja verdadeiramente um ato que não se compensa. O Estado estimula a violência tratando os crimes com impunidade e incentivando adolescentes e jovens a ingressar no crime. Um país que é governado por bandidos só podia mesmo ter a cara que tem. Todos os dias eu rezo para que alguém tome um passo à frente e acabe de vez com esta política imunda e criminosa, que acabe com esta Justiça cega, corrupta e conivente com a podridão e a corrupção do Estado. Que nos traga paz, justiça, patriotismo e amor pelo nosso país e sobretudo que nos afaste do medo e da violência. CARLOS MINC, DILMA, LULA (O AGITADOR DA MASSA OPERÁRIA), FRANKLIN MARTINS, FERNANDO PIMENTEL, JOSÉ GENUÍNO, JOSÉ DIRCEU E MÁRCIO LACERDA, O BANDO DE GUERRILHEIROS QUE COMANDOU O TERRORISMO DOS ANOS 60, MATANDO 119 CIVIS INOCENTES NAS INVESTIDAS DE ASSALTOS, ATENTADOS À BOMBAS, SEQUESTROS E OUTROS CRIMES, ESTÃO AGORA NO PODER. NÃO CONTABILIZAMOS OS ASSASSINATOS E DESAPARECIMENTOS DOS SEUS "COMPANHEIROS MILITANTES", MORTOS PELAS MÃOS DOS GRUPOS GUERRILHEIROS ESQUERDISTAS NO TRIBUNAL DO "JUSTIÇAMENTO" POR TRAIÇÃO, ASSIM COMO O TRIBUNAL DO TRÁFICO AGE HOJE EM DIA. "De acordo com a reportagem, o grupo liderado pela ex-chefe de gabinete da Presidência (da República do Brasil) e “namorada ou mante de Lula”, Rosemary Nóvoa de Noronha, também agiu para atrapalhar o julgamento do mensalão. Diálogos interceptados pela Polícia Federal mostram a tentativa de aliciar membros do Supremo (Tribunal Federal - STF), entre eles os ministros Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski." Isto não foi mostrado na televisão para que o povo soubesse como agem as pessoas de confiança deste governo corrupto. INDICIADA POR FORMAÇÃO DE QUADRILHA: - APARELHAMENTO DO ESTADO: ANAC, BB, PREVI, E OUTROS... - FAVORES A EMPRESÁRIOS EM TROCA DE FIDELIDADE AO GOVERNO. ATENÇÃO PARA OS NOMES: LULA + ROSEMARY + DIAS TOFFOLI + RICARDO LEWANDOWSKI POR "COINCIDÊNCIA", TOFFOLI E LEWANDOWSKI ABSOLVERAM OS MENSALEIROS DO PT-LULA-DILMA, O QUE DEMOSNTRA A JUSTIÇA CONIVENTE COM OS CRIMES QUE SÃO COMETIDOS NESTE PAÍS. DIZEM QUE ESTA SENHORA LADRA E CORRUPTA COMPROU SUA COBERTURA DE LUXO LEVANDO DINHEIRO VIVO EM SACOLAS, DINHEIRO SUJO DA CORRUPÇÃO, DINHEIRO NOSSO, DINHEIRO DO POVO. ACORDA, BRASIL!!! ARMAS ROUBADAS DAS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS PELO GRUPO DA DILMA A VAR-Palmares surgiu em 1969 com a fusão do grupo Colina (Comando de Libertação Nacional), do qual Dilma participava, com a Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), do capitão Carlos Lamarca. Dilma, à época com 22 anos, foi presa em janeiro de 1970 em São Paulo. VAR-PALMARES FOI RESPONSÁVEL POR VÁRIAS AÇÕES TERRORISTAS, ENTRE ELAS UM ATENTADO A BOMBA QUE MATOU O SOLDADO DO EXÉRCITO BRASILEIRO MÁRIO KOZEL FILHO, ESPATIFANDO O CORPO DELE EM VÁRIOS PEDAÇOS. LEMBRANDO QUE O VAR-PALMARES - A ORGANIZAÇÃO TERRORISTA DA QUAL DILMA ROUSSEFF FOI FUNDADORA E MEMBRO ATIVA, PLANEJAVA A EXECUÇÃO DE MILITARES DAS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS. A VIÚVA DE CARLOS LAMARCA SERIA 'INDENIZADA' E RECEBERIA UMA GORDA PENSÃO DESDE O GOVERNO LULA-PT. O TERRORISTA, LADRÃO E ASSASSINO ERA MILITAR, DESERTOU E MATOU SEUS PARES MILITARES PARA IMPLANTAR A DITADURA DO COMUNISMO-SOCIALISMO NO BRASIL. DILMA ROUSSEFF SE JUNTOU A CARLOS LAMARCA, PARA CRIAR O GRUPO TERRORISTA VAR-PALMARES. 'Indenização' da Viúva de Lamarca: R$ 300.000 (Trezentos mil reais) + pensão de R$ 12 mil por mês (vitalícia), correspondente ao salário de General-de-Brigada do Exército Brasileiro. Lamarca era Capitão do Exército, de onde saiu após roubar 62 fuzis FAL, que depois foram usados pelos terroristas-guerrilheiros contra o Governo e o Estado Brasileiros. Um desertor e traidor da Pátria. LULA-DILMA-PT-E-SEUS-ALIADOS APLAUDEM ELE TRATANDO UM TRAIDOR ASSASSINO E TERRORISTA COMO HERÓI DA NAÇÃO. É ESTE TIPO DE EXEMPLO E DE HERÓIS QUE O BRASIL É OBRIGADO A ENGOLIR. E NÓS É QUE PAGAMOS ESTA CONTA! É NÓS QUE TEMOS QUE CARREGAR ESTA VERGONHA NA CARA. Terrorista CARLOS MINC ASSASSINATO DO CIVIL MANOEL DA SILVA DUTRA Manoel da Silva Dutra foi assassinado durante assalto ao banco Andrade Arnaud, no Rio de Janeiro, no dia 31 de março de 1969. O caso é particularmente importante porque um dos então terroristas que participaram da operação se chamava CARLOS MINC - sim, este mesmo que hoje veste coletes coloridos e conversa com as toras e ervas da floresta. Ele vinha do Colina, que se fundiu com a VPR para formar a VAR-PALMARES. Foi companheiro de armas da terrorista DILMA ROUSSEFF. Antes de Minc defender a descriminação da MACONHA, (a erva usada por eles para terem coragem de matar e roubar nos anos 60) em showzinho em homenagem a “Jah”, ele se dedicava a drogas bem mais pesadas, como se vê. Foram roubados 45 milhões de cruzeiros. O grupo depois planejou e executou o famoso “assalto ao cofre do Adhemar” roubando 2 milhões de dólares que havia no cofre. Minc estava na operação. DILMA ficou nos bastidores. Já então era ela quem comandava, mas não aparecia. Mais ou menos como fez com o tal decreto dos direitos supostamente humanos. Para todos os efeitos, ela não tem nada com isso e para quem foi torturada e não abriu a boca durante o regime militar, não vai ser agora que ela vai confessar alguma coisa.. Se vocês forem procurar na lista dos indenizados com a Bolsa Ditadura, criada por estes vagabundos, marginais e assassinos, vai ver que muitos homicidas estão lá, sendo beneficiados por sua “luta contra a ditadura”. Ou, então, suas respectivas famílias recebem o benefício, e o terrorista é alçado ao panteão dos heróis. Quem fez a lista dos assassinados pela esquerda é o grupo Terrorismo Nunca Mais. “Ah, lista feita pelo pessoal da direita não vale!!!” E a feita pela extrema esquerda? Vale? Ademais, estes fatos estão devidamente documentados . Ah, sim: PARA AS VÍTIMAS DA ESQUERDA, NÃO HÁ INDENIZAÇÃO. Como vocês sabem, eles não têm nem mesmo direito à memória. Foram apagados da história pela Comissão da Mentira. O ASSINATO DE KOZEL PELO IDEALIZADO PELA SENHORA PRESIDENTE DILMA ROUSSEF E SEU BANDO DE GUERRILHEIROS ASSASSINOS. No dia 26/06/68, Kozel atua como sentinela do Quartel General do II Exército. Às 4h30, um tiro é disparado por um outro soldado contra uma camioneta que, desgovernada, tenta penetrar no quartel. Seu motorista saltara dela em movimento, após acelerá-la e direcioná-la para o portão do QG. O soldado Rufino, também sentinela, dispara 6 tiros contra o mesmo veículo, que, finalmente, bate na parede externa do quartel. Kozel sai do seu posto e corre em direção ao carro para ver se havia alguém no seu interior. Havia uma carga com 50 quilos de dinamite, que, segundos depois, explode. O corpo de Kozel é dilacerado. Os soldados João Fernandes, Luiz Roberto Julião e Edson Roberto Rufino ficam muito feridos. É mais um ato terrorista da organização chefiada por Lamarca, a VPR. Participaram do crime os terroristas Diógenes José de Carvalho Oliveira, Waldir Carlos Sarapu, Wilson Egídio Fava, Onofre Pinto, Edmundo Coleen Leite, José Araújo Nóbrega, Oswaldo Antônio dos Santos, Dulce de Souza Maia, Renata Ferraz Guerra Andrade e José Ronaldo Tavares de Lima e Silva. Ah, sim: a família de Lamarca recebeu indenização. De Kozel, quase ninguém mais se lembra. José Dirceu desembarca na Cidade do México antes de seguir para Cuba. Em setembro de 1969, o embaixador norte-americano Charles Elbrick foi sequestrado no Rio de Janeiro. Franklin Martins, ex-ministro de Comunicação Social do LULA, e Fernando Gabeira, ex-deputado federal, participaram do ato promovido pelo Movimento Revolucionário 8 de Outubro em conjunto com a Ação Libertadora Nacional - ALN. O diplomata foi trocado por 15 presos TERRORISTAS, entre eles José Dirceu, que fundaria o Partido dos Trabalhadores (PT) e seria ministro da Casa Civil do LULA. O então líder estudantil desembarcou no México ao lado dos demais libertados e viajou a Cuba em seguida para passar por treinamento militar. Dos 12 envolvidos na ação, apenas quatro ficaram livres, entre eles Franklin Martins, que se exilou em Cuba e hoje anda de ternos de luxo e leva uma vida repleta de regalias e pompas financiadas por nós, os otários bonecos de barro. Terrorista DILMA ROUSSEFF "A DILMA era tão importante que não podia ir para a linha de frente. Ela tinha tanta informação que sua prisão colocaria em risco toda a organização criminosa e terrorista. Era o cérebro da ação", a planejadora, diz o ex-sargento e TERRORISTA DARCY RODRIGUES. BRASIL DO LULA-PT-DILMA - Janeiro-Fevereiro/2012 DILMA CORTA À METADE VERBAS DA SEGURANÇA... "Dos R$ 2,094 bilhões autorizados para 2011 só a metade foi paga nos diversos projetos previstos pelo Ministério da Justiça, contrariando o discurso de campanha de ampliar a colaboração com estados e municípios nessa área. A tesourada foi de R$ 1,036 bilhão, impactando as ações Brasil afora e abrindo margem para e expansão da violência e dos crimes." Enquanto isto, nosso dinheiro era enviado para Cuba como "ajuda aos companheiros guerrilheiros" , nada menos que 1,37 bilhão de dólares foram para os bolsos do Sr. assassino e ditador Fidel Castro. Enquanto isso no Nordeste, a sêca, a fome e a miséria são tratados como tema e exploração vergonhosa de campanhas políticas. Enquanto isto nossos hospitais matam milhares de pessoas por falta de atendimento, por falta de médicos, por falta de equipamentos, por falta de infra estrutura e de rémedios. Enquanto isto nossas escolas chafurdam na miséria, no ensino de péssima qualidade que mantém nossa juventude pobre na plena ignorância e na falta de professores com salários dignos. Enquanto isto a violência vai aumentando a cada dia. Este é o estado que temos direito, este é o país que eles escolheram para nós e que sempre será corrupto enquanto a engrenagem de pessoas como José Sarney e família, Dilma, Lula, Serra, Genuíno (genuinamente criminoso), Franklim Martins, Renan Calheiros, Márcio Lacerda, Fernando Pimentel, Gabeira, Michel Temer (o Drácula brasileiro), Jáder Brabalho, Alceni Guerra, Barbosa Neto, Raul Jungmann, Elizeu Padilha (MORTO MISTERIOSAMENTE), Édson Ezequiel, Nélson Bornier, Romero Jucá, Antonio Paloci, Celso Russomano, Arnaldo Faria de Sá, Valdemar Costa Neto, Jackson Barreto e demais do bando. Enquanto gente desta estirpe estiverem dentro da engrenagem corrupta do Brasil nada mudará. Todos eles estão ricos, afortunados e participaram de diversas mamatas e falcatruas e já foram indiciados em diversos crimes. No entanto nenhum deles está preso, graças a justiça corrupta e leviana, que pressionada pelo regime, nada faz e jamais fará, enquanto as raposas de toga estiverem julgando as outras raposas. Leia mais em: http://www.blog-br.com/politicamenteirado/201367/#.UaDx-8u5eM8#ixzz2UKGWbWd1


Politicamente Irado

 A VIOLÊNCIA NO RIO DE JANEIRO


Como eu já mencionei em outros post, a violência é uma doença provocada pelo vírus chamado Estado. Seus sintomas são ineficiência das leis vergonhosas e imorais do código criminal, corrupção política, impunidade, conivência do Estado e do Judiciário com os bandidos que infestam não só as ruas e os morros, como os bandidos que andam de carros de luxo por Brasília e que são frequentadores vitalícios do poder. Os terrorristas, vagabundos, maconheiros e assaltantes de bancos que nos anos 60 promoveram a luta armada contra o regime militar e que hoje estão em todos os buracos e frestas da política e do poder público, são os verdadeiros culpados pelo quadro de violência que assola nossas cidades. O grande número de armamento pesado que se alastra pelas favelas e morros do Rio de Janeiro já seria um bom motivo para se colocar o Exército nas ruas. Esta manobra militar  já é bastante aceita, requerida e idolatrada pela população, ou seja, pelo povão, que quer o exército nas ruas. Mas Brasília pensa ao contrário. Os nossos líderes, que teêm aversão e pânico ao exército e a palavra "militar", acham que é precipitado se tomar uma atitude tão radical. Claro que eles acham isso, eles morrem de medo do exército tomar as ruas e quem sabe o poder e tirar deles a chave do cofre da União e as mamatas que esses verdadeiros larápios se acostumaram a ter com o poder. Eles nutrem ódio, rancor e aversão ao exército e aos seus Comandantes e Generais, o mesmo exército maldoso e perverso que lhes deu o perdão, deixando os livres para voltarem de seus exílios e sairem de seus buracos escuros com todos os seus direitos de cidadão, bem como, com todos os seus direitos políticos garantidos e preservados. Este foi o único erro grave do regime militar, dar aos bandidos, a chaver do cofre. Estes ex-criminosos que hoje estão no poder, sofreram lutando contra o regime militar, foram perseguidos injustamente pelos militares, pois não podiam explodir as ruas com as granadas do comunismo, não podiam andar de fuzis e metralhadoras atirando contra os militares do seu próprio país e nos inúmeros inocentes civis que foram vítimas dos atentados que eles praticavam, não podiam assaltar os inúmeros bancos para terem dinheiro para encher seus bolsos e traficar mais armamento pesado para seus grupos pára-militares e seus grupelhos baderneiros, nem fazer  rolar o tráfico de armas e de drogas que alimentavam sua revolta e sua ira contra os militares honestos que governavam o país para o povo. Não podiam sequestrar pessoas de alto poder aquisitivo, como empresários, embaixadores e até um consul. Inclusive não podiam roubar gente graúda como em um assalto ao Governador da época, Adhemar de Barros, no qual roubararm um cofre que tinha 2 milhões de doláres. Será que gastaram tudo com armas para a luta armada? Foram perseguidos por que não podiam fumar maconha, a droga da época que eles traficavam nas fronteiras urbanas, não podiam ser vagabundos desempregados, pois nunca gostaram de trabalho, não podiam assaltar unidades militares para roubarem munição para matar pessoas e praticar seus crimes, não podiam protestar contra o regime que os oprimia e os torturava nos subterrâneos dos quartéis militares. Não podiam ser subversivos, violentos e revoltados contra a política que os afastava do poder, não os deixando meter a mão nos cofres da Mãe Pátria, como sempre gostaram de fazer. Tadinho deles, não podiam ser livres, nem promoverem o terrorismo, o caos e a baderna. Por isto eles foram "injustamente" perseguidos pelo regime militar. Nem tanto pelo fato de serem politicamente comunistas, mas pelo fato de serem bandidos, serem guerrilheiros, serem traficantes, sequestradores, homicidas, fascistas subversivos, maconheiros, vagabundos, assaltantes, baderneiros desprovidos de qualquer ligação com o patriotismo e anti-sociais. Hoje estes coitados que foram injustamente perseguidos pelo regime militar estão no poder. É de bandidos que estamos falando, gente que no passado se acostumou a praticar crimes de toda espécie, jovens que eram arrigimentados por mentes perversas do comunismo, gente que criou grupos guerrilheiros, financiou assassinatos, sequestros, assaltos à bancos e a diversas residências e se diziam ser os "libertadores" do país. Estes jovens sem qualquer personalidade, eram arrigimentados nas portas das faculdades e levados a idolatrar uma guerra ideólogica por uma liberdade que sempre existiu no país. Eram persuadidos como numa lavagem cerebral coletiva, assim como era feito no "nazismo", a lutarem contra um regime ditador e opressor. Eram aliciados por teses Marxistas-Leninistas que muitos nem entendiam o que era. Ofereciam maconha para estes jovens e desta forma iam modelando e moldando suas mentes aventureiras e rebeldes. Era desta forma que os grupos da esquerda revolucionária se formavam e era desta maneira que aprendiam a matar, roubar, sequestrar e aterrorizar o Estado. Muitos destes guerrilheiros vinham também dos sindicatos e também das alas progressistas da Igreja Católica que da mesma mesma maneira que tirava dinheiro dos fiéis honestos, comprava e financiava armas para a guerrilha. Muitas igrejas dos padres pedófilos e corruptos, foram e serviram de esconderijos para os bandidos e assassinos. De alguma forma a igreja tirava proveito disto como sempre tirou da ignorância das pessoas que engana e alicia. Mas este regime era opressor apenas contra "eles", os criminosos comunistas e não contra a sociedade e o povo brasileiro. Foi a própria esquerda armada que endureceu os militares, pois era e, é inadmissível que a violência que estes grupos espalhavam pelos quatro cantos do Brasil, chegasse o poder pela guerrilha. Todo mundo sabe que o regime militar torturou muita gente e que muita gente morreu ou sumiu do mapa, mas se morreram, sumiram ou foram torturados é porque tinham alguma ligação com o crime organizado dos grupelhos pára-militares. Ou eram informantes, ou eram participantes e ou financiadores. Não acredito que o exército com tantas informações e investigações militares e policiais iriam pegar a pessoa errada. Quem morre, quase sempre tem culpa no cartório, ninguém morre à toa numa situação destas. Sinto muito pelos pais e mães que tiveram seus filhos presos e torturados pelo regime militar, mas se há alguém culpado pelas torturas e mortes destes jovens, este alguém se chama a esquerda fascista e criminosa que assolou os anos 60 e que hoje posa de terno e gravata importada pelos plenários e corredores de Brasília. Foram eles que colocaram as armas nas mãos destes jovens, foram eles que os víciou em maconha, heroína e outras drogas, foram eles que ordenavam à estes jovens para cometer crimes contra o Estado. Seus mentores e financiadores são sim, os grandes culpados. Naquele tempo sempre houveram protestos do povo contra as coisas políticas e nem por isso o exército perseguiu, prendeu todo mundo ou matou gente nas ruas. Os aproveitadores é que penetravam maldosamente no meio destes protestos, se aproveitando da multidão que ali estava pacificamente e se misturando à eles, usavam de violência, provocando o caos e a baderna. Com isto se passava a imagem de que o povo era oprimido e massacrado pelo regime militar. Centenas de operários eram aliciados a apoiar a esquerda, eram manobrados por falsas prerrogativas de liberdade. Muitos destes jovens que faziam parte de grupos pára-militares de esquerda foram executados ou sumiram pelas mãos dos próprios "companheiros", que conseguiam desta forma, passar a imagem de que o exército era o culpado pelas mortes e assassinatos destes jovens. Era o "Justiçamento" onde os militantes traidores eram executados e depois jogados nas valas e sarjetas das nossas cidades. Muitas mães nem pensaram nisto, preferiram culpar o regime militar, envolvidas pela falsa propaganda que a esquerda fazia do Governo. Gente desta espécie é que hoje ocupa altos cargos políticos no Governo e que mandam e controlam a engrenagem podre e corrupta que se instalou dentro do corpo doente do Estado Brasileiro. Essa doença sem cura, pois não há vacina que mate estes vermes parasitas, é que hoje faz o estado sofrer e a agonizar moribundamente num leito sujo de um hospital sem infra estrutura do SUS e sem médicos especialistas, sem aparelhos e sem remédios. A "COLINA que antes se chamava POLOP, MNR que virou VPR, AP, FALN, POC, MOLIPO, PC do B, PCB, MEP, MR-8, FALANGE VERMELHA, ANL e tantos outros grupos esquerdistas que se alastravam como hoje se alastram os partidos políticos, eram na verdade uma "fachada" para a execução de crimes, assaltos, sequestros e outros meios fáceis de se obter dinheiro sem trabalhar duro. É por isto que hoje as mamatas no poder são absurdas. Eles sempre gostaram das coisas fáceis. A "FALANGE VERMELHA" que hoje se tornou o "Comando Vermelho" é um dos tentáculos do crime organizado da esquerda fascista que permaneceu até os tempos de hoje graças aos presos políticos que se misturavam aos bandidos da época nas prisões, os ensinando como se administrar e como se formar o crime organizado. É de bandidos sim que estamos falando, do verdadeiro crime organizado que hoje se reagrupou e tomou o estado brasileiro. Por isto é que vemos tanta violência, tantos caos e tanta baderna pela televisão. O crime neste país é supremo e impune e tudo isto graças as leis que estes bandidos reformularam e votaram no congresso para se protegerem mútuamente. Por isto vemos tanta impunidade, tanto bandido, tanto crime e tanta violência nas pequenas, médias e grandes cidades deste país. É Por isto que hoje existe a tal imunidade parlamentar, imunidade que protege bandidos, assassinos homicidas e corruptos, imunidade também criada por esta corja imunda que predomina no poder. Por isto que vemos hoje, assassinos, traficantes e assaltantes soltos pela justiça, a matar e a roubar o povo brasileiro pelas ruas sem qualquer medo de serem presos novamente.  Somente no Rio de Janeiro há dezenove mil mandatos de prisão em aberto, ou seja, há dezenove mil bandidos à solta na cidade, a maioria rescidente por que foi presa e solta pela própria Justiça de araque. Bandidos que a lei protege e afaga de forma caridosa, enquanto nós somos vítimas todos os dias da corrupção do Estado, de assaltos, de homicídios, de estrupos, de pedofilia e de crimes violentos e absurdos. Estamos prisioneiros em nossas próprias casas, cercados de grades e portas de aço, de camêras de segurança, de muros altos e protegidos com cercas elétricas e sistemas caros de vigilância. Nós é que estamos condenados e presos, enquanto a bandidagem está à solta no poder, está à solta nas ruas, nas favelas, nas estatais, nos orgãos públicos, nas vielas e sarjetas das cidades. A droga, o tráfico de armamento pesado, o caos e a violência se apoderaram de todos nós. A própria polícia é uma vítima desta máquina corrupta e imunda que controla o país. Nós pagamos caro para a polícia trabalhar com viaturas modernas, policiais bem equipados, helicópteros, investigações onerosas e tudo para quê? Para a Justiça prender e soltar em tempo recorde, o mesmo bandido que a polícia gastou uma fortuna e tempo para prender. A polícia as vézes leva mais tempo para prender um bandido do que o tempo que este bandido leva para permanecer preso. Esta são as leis que estes ex-bandidos, ex-terroristas e ex-assassinos dos anos 60, formularam e votaram no congresso para criarem a impunidade e o caos social. Eles sempre gostaram de viver no caos e de promoverem a baderna, pois foi neste meio que se criaram, se expandiram e viveram a maior parte de suas vidas. Nós é que pagamos caro para vivermos aprisionados em nossas muralhas de medo e terror. Estamos sim caminhando para um abismo profundo e sombrio. A cada dia que passa vemos mais crimes pela televisão, assistimos cenas estarrecedoras de crianças sendo mortas, estrupradas e levadas as drogas e a prostituição. A cada dia vemos mais tiroteios nos morros, nas ruas, nas esquinas e nas favelas. A cada dia assistimos a polícia a aprender mais armas de potência militar, granadas, fuzis, metralhadoras, sub-metralhadoras e armas pesadas de todos os formatos e calibres. A cada dia vemos mais drogados pelas ruas, mais violência nas escolas, nas famílias e até mesmo entre amigos. Estamos perdendo o senso pela vida, estamos perdendo a sensibilidade e o amor, já perdemos o patriotismo e a razão por estarmos aqui e tudo vai ficando cada vez mais costumeiro e banal. O mal se apoderou de tudo e vai contaminando o que resta de bom. Hoje a violência que assistimos pela televisão é só o começo. A cada dia que se passa as coisas vão se tornando mais difíceis de se resolverem. Os crimes se proliferam de forma avassaladora, e a polícia vai chegar a um ponto que não terá mais controle sobre tantos bandidos e tantos crimes. O cidadão vai acabar comprando armas de forma ilegal para se proteger e os crimes e assassinatos vão aumentar. Vai chegar o dia em que os criminosos irão mesmo se organizar e quando este dia chegar, a sociedade vai ser esquartejada nas esquinas e dentro de suas casas a cada minuto do dia. O Estado estará acuado e fora de controle e nós é que seremos as grandes vítimas. Como a polícia não dará mais conta de tantos crimes, as forças armadas terá por motivos de força maior, de tomar as ruas e lutar contra a guerrilha urbana dos bandidos e do crime organizado. Vamos ser sitiados e muita violência será vista e sofrida por centenas e milhares de inocentes. Já assistimos filmes na TV onde isto acontecia de fato. O que era ficção irá se tornar realidade, saindo das telas da TV para dentro de nossas casas, de nossas ruas e de  nossas cidades. Não há ninguém no governo, no judiciário ou no executivo que seja honesto o bastante ou corajoso o bastante para mudar este quadro pré-caos que se enraíza cada vez mais dentro do estado brasileiro. O governo não investe em educação para manter o povão, que não tem poder aquisitivo, na ignorância plena. Com um ensino de péssima qualidade, tão inferior, que um aluno da escola pública não tem condições de entrar para uma faculdade também pública, o governo não tem a menor força de vontade de investir em um ensino de qualidade para formar pessoas de bem, com educação, civismo e honestidade. Antigamente no Governo militar, as escolas públicas tinham aulas de moral e cívica, aulas de OSPB, onde os alunos aprendiam tudo sobre o Estado e a política Nacional. Sabíamos o que significava os três poderes, o que cada cargo político tinha como função, sabíamos das leis de nossa constituição, os hinos do Brasil, as histórias políticas, aprendiamos sobre a democracia, o socialismo e o que significava o comunismo. Hoje o povo mal sabe o que um Senador da República faz, mal sabe cantar o Hino da Bandeira ou o Hino Nacional. Hoje os alunos aprendem a não ser patriotas, aprendem a ser cegos e ignorantes políticos para mais adiante não saber o que um voto pode fazer para mudar o Brasil. Mantém o povo na escuridão da história política para o povão não saber do passado sangrento da esquerda fascista e guerrilheira. Mantém o povo na escuridão para que o povo seja a massa de manobra dos partidos e dos políticos corruptos nas eleições. Este é o Brasil da Senhora Dilma Roussef, do Senhor Renan Calheiros, do Senhor Sarney e família, do Senhor José Dirceu, do Senhor Fernando Henrique, dos Senhores, Temer, José Serra, Gabeira, Carlos Minc, Luis Carlos Prestes, Plínio Salgado, Leonel Brizola, Darci Ribeiro, José Genuíno, Franklin Martins (ministro da Dilma e ex-guerrilheiro), César Maia, Fernando Pimentel, Márcio Lacerda e tantos outros da esquerda brasileira. Não temos educação para nossos jovens das favelas que tornan-se bandidos e traficantes, não temos cultura, o povo prefere o "funk" que prega a violência e a imoralidade por que o governo não investe em cultura popular. Não temos trabalho com salários dignos, o governo prefere usar a política paternalista comunista dando bolsas disso, bolsas daquilo, vale isso, vale aquilo, ao invés de investir em cooperativas que gerem emprego e renda nas favelas e nas áreas pobres do Brasil de formas a não fazer com que muitos destes beneficiários da ajuda paternalista caiam na ociosidade, pois já que recebem dinheiro e ajuda do Estado, não precisam trabalhar é só gerar mais filhos e ganhar mais benefícios e com isso super lotar o Brasil com uma geração de pessoas sem futuro e sem perspectiva. Não temos saúde, não temos transporte, não temos aposentadoria digna de uma vida inteira de trabalho, não temos justiça, não temos paz, não temos liberdade. O sistema carcerário trata os presos como hóspedes dando-lhes uma vida sem perspectiva, uma vida sem futuro. Vivem na ociosidade comendo e bebendo à nossas custas e como não teêm o que fazer, aprendem a ser piores do que já são, quando podiam ser empregados e usados como mão de obra na construção de estradas, de cooperativas, de prédios do Governo (desta forma se economizaria muito dinheiro), de escolas e hospitais. Mas fazendo isto, ou seja, tendo mão de obra gratuita de presidiários e sem custos para a União, "Eles" lá do poder não iam ter como praticar a corrupção com os super faturamentos de obras públicas. Não fazem nada para melhorar o país de verdade. Tudo que criam ou fazem é para o benefício e interesse deles próprios e de seus amigos de esquerda. As más ações dos políticos, os escândalos de corrupção, a malandragem e a roubalheira que assistimos todos os dias pela TV, no qual nenhum político é preso ou condenado, são os exemplos que marcam essa nova geração de bandidos e criminosos nas áreas pobres e favelas do Brasil. A violência cresce e o governo não faz nada para frea-la. O que adianta investir numa polícia eficiente se a Justiça é medíocre, se não há investimento em educação e civismo? O Brasil é sim, uma fábrica de fazer bandidos e criminosos. Desta forma nunca se poderá de forma verdadeira, criar uma solução para que o crime seja verdadeiramente um ato que não se compensa. O Estado estimula a violência tratando os crimes com impunidade e incentivando adolescentes e jovens a ingressar no crime. Um país que é governado por bandidos só podia mesmo ter a cara que tem. Todos os dias eu rezo para que alguém tome um passo à frente  e acabe de vez com esta política imunda e criminosa, que acabe com esta Justiça cega, corrupta e conivente com a podridão e a corrupção do Estado. Que nos traga paz, justiça, patriotismo e amor pelo nosso país e sobretudo que nos afaste do medo e da violência.
CARLOS MINC, DILMA, LULA (O AGITADOR DA MASSA OPERÁRIA), FRANKLIN MARTINS, FERNANDO PIMENTEL, JOSÉ GENUÍNO, JOSÉ DIRCEU E MÁRCIO LACERDA, O BANDO DE GUERRILHEIROS QUE COMANDOU O TERRORISMO DOS ANOS 60, MATANDO 119 CIVIS INOCENTES NAS INVESTIDAS DE ASSALTOS, ATENTADOS À BOMBAS, SEQUESTROS E OUTROS CRIMES, ESTÃO AGORA NO PODER. NÃO CONTABILIZAMOS OS ASSASSINATOS E DESAPARECIMENTOS DOS SEUS "COMPANHEIROS MILITANTES", MORTOS PELAS MÃOS DOS GRUPOS GUERRILHEIROS ESQUERDISTAS NO TRIBUNAL DO "JUSTIÇAMENTO" POR TRAIÇÃO, ASSIM COMO O TRIBUNAL DO TRÁFICO AGE HOJE EM DIA.
"De acordo com a reportagem, o grupo liderado pela ex-chefe de gabinete da Presidência (da República do Brasil) e “namorada ou mante de Lula”, Rosemary Nóvoa de Noronha, também agiu para atrapalhar o julgamento do mensalão. Diálogos interceptados pela Polícia Federal mostram a tentativa de aliciar membros do Supremo (Tribunal Federal - STF), entre eles os ministros Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski." Isto não foi mostrado na televisão para que o povo soubesse como agem as pessoas de confiança deste governo corrupto.
INDICIADA POR FORMAÇÃO DE QUADRILHA:
- APARELHAMENTO DO ESTADO: ANAC, BB, PREVI, E OUTROS...
- FAVORES A EMPRESÁRIOS EM TROCA DE FIDELIDADE AO GOVERNO.
ATENÇÃO PARA OS NOMES: LULA + ROSEMARY + DIAS TOFFOLI + RICARDO LEWANDOWSKI
POR "COINCIDÊNCIA", TOFFOLI E LEWANDOWSKI ABSOLVERAM OS MENSALEIROS DO PT-LULA-DILMA, O QUE DEMOSNTRA A JUSTIÇA CONIVENTE COM OS CRIMES QUE SÃO COMETIDOS NESTE PAÍS.
DIZEM QUE ESTA SENHORA LADRA E CORRUPTA COMPROU SUA COBERTURA DE LUXO LEVANDO DINHEIRO VIVO EM SACOLAS, DINHEIRO SUJO DA CORRUPÇÃO, DINHEIRO NOSSO, DINHEIRO DO POVO.ACORDA, BRASIL!!!
ARMAS ROUBADAS DAS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS PELO GRUPO DA DILMA
A VAR-Palmares surgiu em 1969 com a fusão do grupo Colina (Comando de Libertação Nacional), do qual Dilma participava, com a Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), do capitão Carlos Lamarca. Dilma, à época com 22 anos, foi presa em janeiro de 1970 em São Paulo. 

VAR-PALMARES FOI RESPONSÁVEL POR VÁRIAS AÇÕES TERRORISTAS, ENTRE ELAS UM ATENTADO A BOMBA QUE MATOU O SOLDADO DO EXÉRCITO BRASILEIRO MÁRIO KOZEL FILHO, ESPATIFANDO O CORPO DELE EM VÁRIOS PEDAÇOS. LEMBRANDO QUE O VAR-PALMARES - A ORGANIZAÇÃO TERRORISTA DA QUAL DILMA ROUSSEFF FOI FUNDADORA E MEMBRO ATIVA, PLANEJAVA A EXECUÇÃO DE MILITARES DAS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS. A VIÚVA DE CARLOS LAMARCA SERIA 'INDENIZADA' E RECEBERIA UMA GORDA PENSÃO DESDE O GOVERNO LULA-PT. O TERRORISTA, LADRÃO E ASSASSINO ERA MILITAR, DESERTOU E MATOU SEUS PARES MILITARES PARA IMPLANTAR A DITADURA DO COMUNISMO-SOCIALISMO NO BRASIL. DILMA ROUSSEFF SE JUNTOU A CARLOS LAMARCA, PARA CRIAR O GRUPO TERRORISTA VAR-PALMARES.

'Indenização' da Viúva de Lamarca:
R$ 300.000 (Trezentos mil reais)
+ pensão de R$ 12 mil por mês (vitalícia),
correspondente ao salário de General-de-Brigada do Exército Brasileiro.

Lamarca era Capitão do Exército, de onde saiu após roubar 62 fuzis FAL, que depois foram usados pelos terroristas-guerrilheiros contra o Governo e o Estado Brasileiros. Um desertor e traidor da Pátria.

LULA-DILMA-PT-E-SEUS-ALIAD
OS APLAUDEM ELE TRATANDO UM TRAIDOR ASSASSINO E TERRORISTA COMO HERÓI DA NAÇÃO. É ESTE TIPO DE EXEMPLO E DE HERÓIS QUE O BRASIL É OBRIGADO A ENGOLIR.
E NÓS É QUE PAGAMOS ESTA CONTA! É NÓS QUE TEMOS QUE CARREGAR ESTA VERGONHA NA CARA.

Terrorista CARLOS MINC
ASSASSINATO DO CIVIL MANOEL DA SILVA DUTRA
Manoel da Silva Dutra foi assassinado durante assalto ao banco Andrade Arnaud, no Rio de Janeiro, no dia 31 de março de 1969. O caso é particularmente importante porque um dos então terroristas que participaram da operação se chamava CARLOS MINC - sim, este mesmo que hoje veste coletes coloridos e conversa com as toras e ervas da floresta. Ele vinha do Colina, que se fundiu com a VPR para formar a VAR-PALMARES. Foi companheiro de armas da terrorista DILMA ROUSSEFF. Antes de Minc defender a descriminação da MACONHA, (a erva usada por eles para terem coragem de matar e roubar nos anos 60) em showzinho em homenagem a “Jah”, ele se dedicava a drogas bem mais pesadas, como se vê. Foram roubados 45 milhões de cruzeiros. O grupo depois planejou e executou o famoso “assalto ao cofre do Adhemar” roubando 2 milhões de dólares que havia no cofre. Minc estava na operação. DILMA ficou nos bastidores. Já então era ela quem comandava, mas não aparecia. Mais ou menos como fez com o tal decreto dos direitos supostamente humanos. Para todos os efeitos, ela não tem nada com isso e para quem foi torturada e não abriu a boca durante o regime militar, não vai ser agora que ela vai confessar alguma coisa.. 

Se vocês forem procurar na lista dos indenizados com a Bolsa Ditadura, criada por estes vagabundos, marginais e assassinos, vai ver que muitos homicidas estão lá, sendo beneficiados por sua “luta contra a ditadura”. Ou, então, suas respectivas famílias recebem o benefício, e o terrorista é alçado ao panteão dos heróis. Quem fez a lista dos assassinados pela esquerda é o grupo Terrorismo Nunca Mais. “Ah, lista feita pelo pessoal da direita não vale!!!” E a feita pela extrema esquerda? Vale? Ademais, estes fatos estão devidamente documentados . Ah, sim: PARA AS VÍTIMAS DA ESQUERDA, NÃO HÁ INDENIZAÇÃO. Como vocês sabem, eles não têm nem mesmo direito à memória. Foram apagados da história pela Comissão da Mentira.
O ASSINATO DE KOZEL PELO IDEALIZADO PELA SENHORA PRESIDENTE DILMA ROUSSEF E SEU BANDO DE GUERRILHEIROS ASSASSINOS.
No dia 26/06/68, Kozel atua como sentinela do Quartel General do II Exército. Às 4h30, um tiro é disparado por um outro soldado contra uma camioneta que, desgovernada, tenta penetrar no quartel. Seu motorista saltara dela em movimento, após acelerá-la e direcioná-la para o portão do QG. O soldado Rufino, também sentinela, dispara 6 tiros contra o mesmo veículo, que, finalmente, bate na parede externa do quartel. Kozel sai do seu posto e corre em direção ao carro para ver se havia alguém no seu interior. Havia uma carga com 50 quilos de dinamite, que, segundos depois, explode. O corpo de Kozel é dilacerado. Os soldados João Fernandes, Luiz Roberto Julião e Edson Roberto Rufino ficam muito feridos.
É mais um ato terrorista da organização chefiada por Lamarca, a VPR. Participaram do crime os terroristas Diógenes José de Carvalho Oliveira, Waldir Carlos Sarapu, Wilson Egídio Fava, Onofre Pinto, Edmundo Coleen Leite, José Araújo Nóbrega, Oswaldo Antônio dos Santos, Dulce de Souza Maia, Renata Ferraz Guerra Andrade e José Ronaldo Tavares de Lima e Silva. Ah, sim: a família de Lamarca recebeu indenização. De Kozel, quase ninguém mais se lembra.

José Dirceu desembarca na Cidade do México antes de seguir para Cuba.
Em setembro de 1969, o embaixador norte-americano Charles Elbrick foi sequestrado no Rio de Janeiro. Franklin Martins, ex-ministro de Comunicação Social do LULA, e Fernando Gabeira, ex-deputado federal, participaram do ato promovido pelo Movimento Revolucionário 8 de Outubro em conjunto com a Ação Libertadora Nacional - ALN. O diplomata foi trocado por 15 presos TERRORISTAS, entre eles José Dirceu, que fundaria o Partido dos Trabalhadores (PT) e seria ministro da Casa Civil do LULA. O então líder estudantil desembarcou no México ao lado dos demais libertados e viajou a Cuba em seguida para passar por treinamento militar. Dos 12 envolvidos na ação, apenas quatro ficaram livres, entre eles Franklin Martins, que se exilou em Cuba e hoje anda de ternos de luxo e leva uma vida repleta de regalias e pompas financiadas por nós, os otários bonecos de barro.

Terrorista DILMA ROUSSEFF
"A DILMA era tão importante que não podia ir para a linha de frente. Ela tinha tanta informação que sua prisão colocaria em risco toda a organização criminosa e terrorista. Era o cérebro da ação", a planejadora, diz o ex-sargento e TERRORISTA DARCY RODRIGUES.

BRASIL DO LULA-PT-DILMA - Janeiro-Fevereiro/2012
DILMA CORTA À METADE VERBAS DA SEGURANÇA...
"Dos R$ 2,094 bilhões autorizados para 2011 só a metade foi paga nos diversos projetos previstos pelo Ministério da Justiça, contrariando o discurso de campanha de ampliar a colaboração com estados e municípios nessa área. A tesourada foi de R$ 1,036 bilhão, impactando as ações Brasil afora e abrindo margem para e expansão da violência e dos crimes." Enquanto isto, nosso dinheiro era enviado para Cuba como "ajuda aos companheiros guerrilheiros" , nada menos que 1,37 bilhão de dólares foram para os bolsos do Sr. assassino e ditador Fidel Castro. Enquanto isso no Nordeste, a sêca, a fome e a miséria são tratados como tema e exploração vergonhosa de campanhas políticas. Enquanto isto nossos hospitais matam milhares de pessoas por falta de atendimento, por falta de médicos, por falta de equipamentos, por falta de infra estrutura e de rémedios. Enquanto isto nossas escolas chafurdam na miséria, no ensino de péssima qualidade que mantém nossa juventude pobre na plena ignorância e na falta de professores com salários dignos. Enquanto isto a violência vai aumentando a cada dia. Este é o estado que temos direito, este é o país que eles escolheram para nós e que sempre será corrupto enquanto a engrenagem de pessoas como José Sarney e família, Dilma, Lula, Serra, Genuíno (genuinamente criminoso), Franklim Martins, Renan Calheiros, Márcio Lacerda, Fernando Pimentel, Gabeira, Michel Temer (o Drácula brasileiro), Jáder Brabalho, Alceni Guerra, Barbosa Neto, Raul Jungmann, Elizeu Padilha (MORTO MISTERIOSAMENTE), Édson Ezequiel, Nélson Bornier, Romero Jucá, Antonio Paloci, Celso Russomano, Arnaldo Faria de Sá, Valdemar Costa Neto, Jackson Barreto e demais do bando. Enquanto gente desta estirpe estiverem dentro da engrenagem corrupta do Brasil nada mudará. Todos eles estão ricos, afortunados e participaram de diversas mamatas e falcatruas e já foram indiciados em diversos crimes. No entanto nenhum deles está preso, graças a justiça corrupta e leviana, que pressionada pelo regime, nada faz e jamais fará, enquanto as raposas de toga estiverem julgando as outras raposas.


Leia mais em: http://www.blog-br.com/politicamenteirado/201367/#.UaDx-8u5eM8#ixzz2UKGWbWd1=V

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MARTIN LUTHER KING.

=V

MEDGAR EVERS

=v

USA REPUBLICA DE BANANAS E GENOCIDAS.

=V

X- MALCON

J.F.K.

=v

ENGENHARIA SOCIAL.

=v

ESTRATEGIAS DE MANIPULAÇÂO.

=v

GUERRA PSICOLOGICA

=V

O estranho caso de Phillip Marshall.

=v

MANIPULAÇÃO DAS MASSAS.

=V

[11/09] Você não vê ???

=v

"GRANDE ISRAEL"??!!

=V

MANIPULAÇÃO DAS DAS MASSAS.

JOHNNY CASH

=V

---KNOCKING ON HEVEN'A

666

=v

MEDO!!!

=V

USA---"DEMOCRACIA"

=V

ATUHALPA YUPANQUI

=v

PSICOLOGIA DE MASSAS.

=v

DEVANEIOS ----CASSIUS NEY ROCHA.

"O QUE EU COMO E ABRAÇO PLENO,BEM PODE SER O SEU VENENO.MAS COMO VAI VOCÊ SABER SEM TENTAR"[RAUL SEIXAS]. OS TEXTOS QUE SÃO POSTADOS AQUI, POR MIM REQUER , PESQUISAS E ESTUDOS PARA VOCÊ CHEGAR A SUA CONCLUSÃO [NÃO ESQUEÇA A GUERRA QUE EXISTE PELO DOMÍNIO DA INTERNET .ESTA SENDO USADA A ARMA DA INFORMAÇÃO E DA CONTRA-INFORMAÇÃO, REQUER VOCÊ TER UM PARÂMETRO, UM PLUMO PARA NÃO SER ENGULIDO."POR FADAS, DUENDES, ALIENÍGENAS. TUDO PARA TE DESCONCENTRAR E TIRAR SEU OBJETIVO.A NÃO SER QUE SEU OBJETIVO SEJA ESSES. ENTÃO JÁ ACHOU A SUA ROTA.".EU NÃO SOU DONO DA VERDADE APENAS O QUE ACHO VITAL E IMPORTANTE PARA HUMANIDADE.RETRANSMITO PARA FRENTE, PARA OUTROS "VIAJANTES" NA INTERNET.EU PESQUISO TUDO VARIAS VEZES E POSTO AQUI NESTE SITIO, SITE, BLOGGER.SOU UM SER VIVO QUE PERECE E NASCE TODOS OS DIAS.QUERO O BEM DE TODOS OS MEUS "IRMÃOS", NO PLANETA.E QUE OS IMPIOS, VILÕES, FACÍNORAS PAGUEM POR SEUS CRIMES. P.S. TODO CONHECIMENTO PERTENCE Á HUMANIDADE._____ _ CASSIUS NEY ROCHA

Arquivo do blog

RESPONSABILIDADES.

RESPONSABILIDADE DE IMAGENS PUBLICADAS NESTE BLOGGER ,Têm sua origem em mails enviados por colaboradores. No mesmo tempo, elucidar a preocupação dos fenômenos que está acontecendo em nossos dias; sabemos que estas informações são importantes para quem as lê. Se você souber de alguma irregularidade como violação de direitos ou ainda caso seja o proprietário dos direitos de alguma dessas imagens, sinta-se a vontade para comunicar-nos colocando um comentário aqui ou enviando um e-mail para o gerenciador do blog, que prontamente comentaremos ou removeremos a colocação referida.
CONTEÚDO DE INFORMAÇÃO , Procuro compreender o mundo que me cerca e os motivos que estão levando a nossa "selvagem civilização à derrocada final". Todo ser humano, sem exceção, possui o livre arbítrio e ao usá-lo vai ter que colher aquilo que semeou. Então que assim seja, pois somos todos livres para escolhermos o nosso destino.
As informações contidas ,neste site sem aviso prévio de 3 (Youtube, Google, etc) alterados, suprimidos ou acrescentados. O autor, portanto, não pode garantir a exatidão, integridade, qualidade ou atualidade da informação prestada. Cassius Ney Rocha.

CARPE DIEM!!

"Odes" (I, 11.8) do poeta romano Horácio (65 - 8 AC): "Carpe diem quam minimum credula postero" (Aproveite o dia, confia o mínimo no amanhã) - Gramática do Mundo - Ler e escrever o mundo através da Geopolítica - "A melhor maneira de predizer o futuro é inventá-lo" (Alan Kay) - "Eu quase que nada sei, mas desconfio de muita coisa" (Guimarães Rosa)

ATENÇÃO!!

Este blog tem finalidades exclusivamente informativas. É importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação.

Minha lista de blogs

VISITAS.

Arquivo do blog

Seguidores

Nova ordem mundial.

=v

COCAINA

HISTÓRIA, OPINIÕES

Cocaine

PRAGA DA COCAÍNA É ALGO JÁ MUITO ANTIGO, QUE JÁ DESTRUÍA MENTES E CORPOS NO BRASIL DO INÍCIO DO SÉCULO XX

Autor – Rostand Medeiros
Recentemente tive a oportunidade de assistir a uma palestra destinada aos jovens, sobre os malefícios e os problemas gerados pelo consumo de drogas.
A palestra, muito boa por sinal, foi proferida por técnicos de uma instituição estadual de combate as drogas e ocorreu em uma escola pública, num dos bairros periféricos mais violentos da Zona Norte da capital potiguar. No local vi os alunos extremamente atentos em relação ao assunto, calados, observando tudo e fazendo perguntas bem pertinentes. Isso tudo apesar do desconforto das cadeiras e de um calor de doer o crânio.
Em dado momento, um dos alunos perguntou ao palestrante, pessoa com nível superior na área de humanas, “-A quanto tempo que existia cocaína no Brasil?”. E a resposta do palestrante foi “a cerca de 40, ou 45 anos”, como associada aos processos de inovações culturais e ao experimentalismo das drogas da década de 1960.
Bem, vamos dá o desconto do erro, da formação do palestrante não ser na área de História, do calor na sala, etc.
Policial militar potiguar proferindo uma palestras para jovens na cidade de Apodi-RN - Imagem meramente ilustrativa
Policial militar potiguar e um ex-traficante proferindo uma palestra para jovens na cidade de Apodi-RN. Ação que deve ser sempre incentivada. – Imagem meramente ilustrativa – Fonte – Santananoticias.blogspot.coom

Provavelmente devido à forte influência da mídia em apontar os processos de experimentalismos das drogas ocorridos na década de 1960, com muita associação a popularização do rock e suas várias vertentes, é que as pessoas associam o início do consumo de cocaína no nosso país a este período recente de nossa História.
Curioso com isso tudo, comecei a perceber que existe uma falsa ideia que na época dos nosso avós e bisavós a única droga que existia era o álcool, com preferência no Brasil para a cachaça.
Isso é um engano.
Uma Droga Antiga
Na atualidade, basicamente conhecemos a cocaína como um estimulante, sendo atualmente considerada uma droga ilegal. É extraída a partir das folhas da planta da coca, vegetal da família Erythroxylaceae, cujo nome científico é Erythroxylum coca. Possui porte arbustivo, pode ficar frondosa e suas flores são amarelo-alvacentas.
Folha de Coca - Fonte - www.montanha.bio.br
Folha de Coca – Fonte – http://www.montanha.bio.br
Mas a mais de 4.000 ou 5.000 anos que a coca vem sendo utilizada como um remédio e estimulante no que hoje é a Colômbia, Peru e Bolívia. A partir do século XVI europeus descreveram a prática de povos sul americanos de mascar uma mistura de tabaco e folhas de coca.
Este hábito de mastigar as folhas de coca, o consumo tradicional da coca pelos povos andinos, possui certas características que o distinguem nitidamente do consumo da cocaína. Ao introduzir a folha de coca oralmente, suas propriedades psicoativas são absorvidos lentamente através do sistema digestivo, sem causar efeitos nocivos.
Mascar folha de coca na Bolívia é tradição cultural - Fonte - www.newsrondonia.com.br
Mascar folha de coca na Bolívia é tradição cultural – Fonte – http://www.newsrondonia.com.br
Visitantes ilustres que já estiveram na Bolívia, incluindo o Papa João Paulo II e a princesa Anne, beberam chá de coca (mate de coca), pois é a maneira tradicional de se evitar a doença da altitude (hipóxia) na região andina. Investigações imparciais e científicas demonstraram que o uso regular da folha de coca não é prejudicial.
No início do século XIX pesquisadores europeus que visitavam a América do Sul tiveram a sua atenção voltada para as folhas de coca e começaram a fazer experiências para descobrir os segredos da planta mágica. Foi o cientista alemão Albert Niemann, da Universidade de Gottingen, que em 1859 isolou com sucesso o alcaloide da planta de coca responsável por seu efeito estimulante. Logo um mercado global disparou em busca da nova droga, a cocaína.
Início do Uso Comercial
Em 1860, Ângelo Mariani introduziu “Vin Mariani”, um vinho tinto com a nova droga na sua composição. Mariani acumulou uma fortuna a partir desta bebida, com a venda sendo estimulada por pessoas notáveis, como a atriz Sarah Bernhardt, a rainha Vitória da Inglaterra, o inventor americano Thomas Edison e até o Papa Leão XIII.
vinmariani
Não demorou para que empresas farmacêuticas americanas começassem a explorar a folha de coca e em pouco tempo os Estados Unidos se tornaram o maior importador e principal mercado legal de cocaína no planeta.
Por volta de 1880 a cocaína na terra do Tio Sam era receitada livremente pelos médicos em doenças como a exaustão, depressão e estava disponível em muitos medicamentos patenteados.
Como a cocaína era amplamente disponível neste país, não é difícil de entender porque o xarope da primitiva Coca-Cola continha aproximadamente 4,5 mg/180 ml de cocaína até os primeiros anos do século XX.
John S. Pemberton
John S. Pemberton
A História desta famosa bebida, tem início indireto em 1879, quando a cocaína foi usada até mesmo para tratar o vício da morfina. Após o fim da Guerra Civil Americana, um veterano chamado John S. Pemberton começou a usar morfina para diminuir a dor dos seus ferimentos e ele rapidamente tornou-se viciado. Ele leu em uma revista médica que a cocaína poderia ajudar a curar o “morfinismo” e passou a produzir seu próprio tônico à base de vinho que continha cocaína. Quando o Estado da Geórgia impôs a sua própria proibição do álcool, ele começou a misturar cocaína com extrato de noz de cola e água de soda. Depois comercializou o produto e este se tornou um sucesso instantâneo. Pemberton vendeu sua fórmula a outro farmacêutico (que certamente não consumia nem morfina, nem cocaína), que fundou a Coca-Cola Company em 1892.
Uso Médico
A cocaína foi introduzida como um anestésico em 1884 pelo Dr. Karl Koller. Este era um estagiário de oftalmologia no Hospital Geral de Viena e em um experimento público, ele aplicou no seu próprio olho uma solução de cocaína e depois, para espanto da plateia, o picou com alfinetes sem problemas.
Karl Koller - Fonte - Wikipédia.com
Karl Koller – Fonte – Wikipédia.com
O Dr. Koller foi o primeiro a escrever sobre as propriedades anestésicas da cocaína. Pouco depois, a cocaína fez manchetes em todo o mundo e os médicos aproveitaram a droga.
A fabricação do medicamento envolve um processamento onde entram na composição um determinado número de outras substâncias químicas, formando o pó branco vulgarmente conhecido como cloridrato de cocaína. Como fármaco os efeitos da dosagem podiam variar significativamente. A cocaína foi considerada primeiramente um estimulante seguro e um ótimo tônico para os nervos.
Freud publicou em 1884 o tratado "Über Coca", sobre a droga - Fonte - afkra.blogspot.com
Freud publicou em 1884 o tratado “Über Coca”, sobre a droga – Fonte – afkra.blogspot.com
Consta que nesta época Sigmund Freud, o pai da psicanalise, usou cocaína em seus pacientes, escreveu um tratado sobre o tema e tornou-se viciado através da auto experimentação. Freud era conhecido por levar cocaína para idas ao teatro, danças sociais, esportes e passeios. Ele se tornou um viciado contumaz até que finalmente parou de usar cocaína em 1886. Atormentado com câncer e dor, Freud acabou por morrer de uma overdose intencional de morfina em 1939.
Mas não demorou muito para os usuários e os médicos começassem a perceber que as propriedades da cocaína causavam dependência e logo vários regulamentos limitantes ao uso foram introduzidos. Um dos primeiros, o Food and Drug Act americano (Lei Federal sobre Alimentos e Drogas), de 1906, ainda não instituía a proibição, mas regulamentava a produção e venda, inaugurando a intervenção governamental no tema.
No Nosso Brasil Tropical
Bem afirmar quando a cocaína chegou ao Brasil, eu não sei. Mas sei que ela já estava no país nos trinta anos finais do século XIX.
Cocaína vendida como bebida em Juiz de Fora - MG, na década de 1880
Cocaína vendida como bebida em Juiz de Fora – MG, na década de 1880


Encontramos em antigos jornais da década de 1880, ainda no período do Império de Dom Pedro II, a propaganda de um armazém de secos e molhados da cidade mineira de Juiz de Fora, Minas Gerais, onde na sua parte destinada a bebidas, vemos o anúncio que ali se vendia cocaína aparentemente como uma bebida.
Seria uma percursora da famosa Coca-Cola, ou do “Vin Mariani”?
Além da importação como bebida, a cocaína evidentemente também aportou no Brasil como um medicamento.
Em 1890, na Rua dos Ourives, atual Rua Miguel Couto, no Centro do Rio de Janeiro, que na época era a Capital Federal, havia a “Pharmacia Central do Brazil”. Este estabelecimento comercial vendia medicamentos que eram lá mesmo preparados. Conforme a foto que segue, a mistureba de produtos medicamentosos parece mais uma receita de algum caldeirão de bruxa.
Pastilhas de cocaína vendidas no Rio em 1890
Pastilhas de cocaína vendidas no Rio em 1890
Entre os ditos medicamentos encontramos as “Pastilhas de Clorato de Potássio e Cocaína”, que serviam para as moléstias bucais e da laringe.
Interessante esta ideia de pastilhas com cocaína e clorato de potássio, pois até onde eu sei esta última substância foi um ingrediente utilizado nas antigas espoletas de armas de fogo, chamado então de “clorato de potassa” e quando misturado com outros materiais, pode gerar explosivos de forte potência.
Bom, então quem chupava as pastilhas da “Pharmacia Central do Brazil”, abria a garganta e melhorava o hálito, mas também poderia ficar doidão e explodir?
Brincadeiras à parte, esta questão da chegada cocaína no Brasil no final do século XIX e início do século XX, não estava restrita apenas a região centro sul do país. A droga extraída da folha de coca também chegou ao caloroso Nordeste.
Venda de cocaína em Recife em 1900
Venda de cocaína em Recife em 1900
Em um jornal pernambucano de 1900, temos na Rua Barão da Vitória, número 51, atual Rua Nova, no tradicional bairro de Santo Antônio, no centro de Recife, a antiga botica do Sr. Idelfonso de Azevedo, que vendia cocaína misturada com salsa, caroba, elixir de antipirina e esmaltina. Podendo o cliente escolher esta mistura liquida ou em pó.
Bem, mesmo sem ser farmacêutico, realizando uma rápida pesquisa, descobri algo interessante sobre este medicamento. O sumo de salsa (em dosagem dupla, como diz o anúncio) é rico em vitaminas B e C e a sua celulose ajuda o movimento intestinal. Já a planta caroba (também conhecido como caroba-do-mato, marupá, simauba-falsa, caraúca, carabussú, caruba, curoba, marupauba e parapará) é o que podemos chamar de “um santo remédio”, pois suas propriedades medicinais são adstringente, aperiente, cicatrizante, depurativo, diurético, emético, laxante, sudorífera, tônico. As indicações da caroba são para as afecção da pele, artritismo, blenorragia, cancro, catarro crônico da bexiga e uretra, coriza, dispepsia (falta de suco digestivo ou nervosa), dor (reumática, muscular), estômago, febre, gases, inflamação (próstata, rins, garganta), picada de insetos, mau hálito, sífilis, úlcera estomacal e até no combate as vermes.
Rua Barão de Vitória, Recife - Fonte - http://peregrinacultural.wordpress.com/
Rua Barão de Vitória,, ou Vitória, em Recife – Fonte – http://peregrinacultural.wordpress.com/

Bem, junto a misturada de salsa e caroba vinha o elixir de Antipirina, que é uma substância medicamentosa usada como antitérmico e um sedativo utilizado para identificar o efeito de outras drogas. No meio desta mistura o Sr. Idelfonso de Azevedo acrescentava esmaltina, que é um mineral de cor cinza claro, uma combinação de cobalto e arsênico, utilizado na fabricação de esmaltes azuis.
No final de tudo isso vinha a cocaína.
Para que este medicamento (medicamento?) servia eu não sei! Mas acho que o Sr. Idelfonso de Azevedo quis fazer um tipo de produto que levantava até defunto! Ou servia para fazer defuntos?
As duas próximas propagandas são respectivamente de 1900 e 1901. Originalmente publicadas em jornais baianos, estão bem explicativas na composição e servem para se conhecer o uso medicinal da cocaína no Brasil. O interessante nestas duas propagandas é que estes remédios à base de cocaína vinham da França.
I0015695-03PX=000000PY=000000
I0016635-03PX=000000PY=000000
Arrancar Dente Com Cocaína Era Normal
O leitor pode perceber que a cocaína chegou no grande país tropical e simplesmente não havia restrições a sua importação, manipulação e venda. Era tudo liberado. Daí para começar o consumo no sentido alucinógeno foi um passo. Correto? Aparentemente não!
No início do século XX vemos as notícias antigas se referindo basicamente a cocaína como um produto ligado a área médica. Praticamente não se encontra uma utilização ilícita do seu uso. Se havia era algo privado, talvez restrito a determinados ambientes (cabarés, prostíbulo, lupanares, etc.), sem aparentemente afetar o dia a dia da sociedade, sem atrapalhar vida das comunidades, principalmente nas maiores áreas urbanizadas do país.
Gabinete de uma odontóloga no final do séc. XIX, em Paris - Fonte - www.sciencephoto.com
Gabinete de uma odontóloga no final do séc. XIX, em Paris – Fonte –http://www.sciencephoto.com
Logo um outro tipo de profissional brasileiro passou a utilizar a cocaína; os dentistas. Voltando um pouco no tempo, sabemos que a cocaína foi o primeiro anestésico local introduzida por Karl Koller em 1884 e foi inicialmente utilizado em cirurgias oftalmológicas. Consta que neste mesmo ano, um médico chamado R.J. Hall solicitou ao seu dentista que utiliza-se cocaína como um anestésico para tratá-lo e aparentemente funcionou.
Na virada do século, por volta de 1903, a cocaína foi misturada com epinefrina, de modo a melhorar a sua eficácia clínica e utilizada para amortecer as gengivas. Mas devido a várias mortes ligadas à combinação de cocaína e epinefrina, este foi descartado por volta de 1924. No entanto, a cocaína continuou a ser utilizada e considerada uma droga útil para anestesia tópica na região do ouvidos, nariz e garganta.
Interessante lista de preços de atendimento odontológico no início do séc. XX, A cocaína era anestésico.
Interessante lista de preços de atendimento odontológico no início do séc. XX, A cocaína era anestésico.
Na imagem que apresentamos, temos uma propaganda do dentista Paulo (ou Paul) Kieffer, que coincidentemente atendia na mesma Rua dos Ourives, atual Rua Miguel Couto, no Centro do Rio de Janeiro, na área onde estava estabelecida a “Pharmacia Central do Brazil”. O Dr. Kieffer aplicava anestesia local com cocaína, ou “nevarnina” (talvez um sub produto), ao preço de 2$000 réis.
Morrer Com Cocaína Era Moda…
Mas observando os jornais antigos das décadas de 1900 e 1910, é claramente perceptível que havia sim o consumo de cocaína, mas aparentemente não no sentido do consumidor criar seu próprio “paraíso artificial”. Mas principalmente para se matar!
I0023959-03PX=000000PY=000000
Nos periódicos brasileiros do limiar do século XX, o que não faltam são inúmeras notícias de homens e mulheres, jovens ou velhos, ricos e principalmente os mais pobres, que utilizavam a cocaína pura, ou misturada com todo tipo de material, para simplesmente dar fim a suas vidas.
E a imprensa da época era de uma sutileza de fazer dó e piedade. Nas páginas antigas lemos que estes desesperados eram os “decaídos”, os “desgraçados”, os “transloucados” (isso quando eram pobres), que buscavam no suicídio o fim a uma vida sem perspectivas. Este tipo de notícia era um “ótimo” incentivo para quem estava em depressão.
I0012537-08PX=000000PY=000000
Nos jornais antigos das décadas de 1900 e 1910 percebemos que a quantidade de suicídios chegou a um ponto tal que virou uma espécie de “moda” se matar com cocaína.
Não podemos esquecer quanto era terrível a situação das mulheres nesta época. Criadas para serem exemplares donas de casa, servir aos maridos, trabalharem pesado pelos filhos e pela casa, em uma sociedade onde trabalhar fora, ou ser separada, era uma distância mínima para ser considerada uma puta. A perda da virgindade sem que houvesse a consumação do casamento, ou um filho indesejado, era um verdadeiro suplício, principalmente para as mulheres mais pobres e negras. Então não é nenhuma surpresa que o grupo majoritário de pessoas que recorriam a cocaína para dar cabo de suas vidas fossem de mulheres.
I0006896-03PX=000000PY=000000
Em relação a maneira de morrer com cocaína, chama atenção o fato dos antigos jornais comentarem que os suicidas faleciam ingerindo quantidades que poucas vezes ultrapassam cinco gramas da droga. Não tenho base de conhecimento para saber se esta quantidade de cocaína na atualidade é capaz de matar uma pessoa, mas no passado era normal misturar a cocaína com outros produtos, até mesmo benzina. Era uma overdose bem explosiva.
Pelo que pude compreender não havia a figura clássica do traficante. O comércio era exercido pelos funcionários das farmácias, ou por algum um farmacêutico, certamente com a anuência e o beneplácito do proprietário.
Venda e Consumo da Cocaína no Rio de Janeiro
Em 4 de janeiro de 1913, jornalistas do periódico carioca “A Noite”, em um interessante trabalho investigativo, apresentaram os processos do consumo de cocaína na primeira metade da década de 1910 na cidade do Rio de Janeiro. Foi noticiado que sem maiores problemas, sem exigirem uma receita médica, vários jornalistas compraram em meia hora 37 gramas de cocaína.
I0002086-03PX=000000PY=000000 (1)
Consta na reportagem o preço dos frascos variou de 1$000 a 2$500 réis (um mil a dois mil e quinhentos réis).
Para efeitos de comparação, no mesmo exemplar do jornal carioca “A Noite” encontramos o anúncio da “Cervejaria Tolle”, instalada na Rua Riachuelo, 92, onde cada garrafa da cerveja neozelandesa “Bismarck Brown” custava $300 réis (trezentos réis).
Ou seja, pelo preço médio de um frasco com uma grama de cocaína, se comparava de três a cinco garrafas de cerveja importadas da Nova Zelândia (não esqueçam que quase todos os produtos industrializados vendidos no Brasil desta época eram importados). Por isso era tão fácil morrer com cocaína.
Típica farmácia, ou drogaria, nos Estados Unidos em 1905. No Brasil elas não eram muito diferentes - Fonte - Wikipédia.org
Típica farmácia, ou drogaria, nos Estados Unidos em 1905. No Brasil elas não eram muito diferentes – Fonte – Wikipédia.org
Para os jornalistas, do pessoal das farmácias que trabalhavam corretamente, só se salvavam “uns 20 %”. O resto vendia cocaína aos cariocas sem problemas.
Junto aos profissionais dos estabelecimentos farmacêuticos trabalhavam os “rápidos”, que pelo que pude compreender é atualmente o que a crônica policial denomina de “vapor”. Ou seja, a figura que no organograma do tráfico de drogas entrega o produto ao cliente. E tinha que ser entregue rapidamente, daí o nome!
I0002458-08PX=000000PY=000000
A reportagem escancarou geral. Deu nome das farmácias que venderam a droga e quem não vendeu. Foi publicado os endereços dos estabelecimentos, as quantidades vendidas em cada local e, num verdadeiro escândalo, até uma criança na Rua do Estácio comprou, a pedido dos jornalistas, a droga sem nenhum problema.
Em uma farmácia um atendente afirmou que vendia de setenta a cem gramas da droga por dia.
I0002458-08PX=000000PY=000000 - Cópia
As matérias de “A Noite” era bem denunciativas, mas pareceu não ter maiores resultados.
Ampliação e Declínio do Uso da Cocaína
Nesta História toda descobri que a repressão não era tanto pelo lado policial, mas era praticada pelo pessoal da Saúde Pública. Eram os funcionários desta repartição que fiscalizavam os estabelecimentos farmacêuticos e a atuação dos funcionários destes locais.
A polícia participava quando havia denúncia de venda e consequente morte de alguém, mas era difícil provar a participação deste pessoal neste tráfico. Quem comprava cocaína para se matar, se sobrevivesse, a vergonha era tanta que pouco interesse tinha em denunciar. Normalmente estes suicidas, como já foi dito aqui, eram das classes mais humildes da sociedade carioca e ninguém os escutava. Se morressem, eram enterrados e ficava por isso mesmo!
A pena maior, pelo que pude compreender, estava mais focada na aplicação de multas, que podiam chegar a 100$000 (cem mil réis). Mas parece-me que o judiciário não tinha muita gana de ver estes vendedores atrás das grades, conforme podemos ver na foto seguinte. Talvez porque tinha pessoas graúdas ganhando com a venda?
p (1)
Mas tudo leva a crer que de um pseudo modismo para se alcançar a morte, logo o consumo de cocaína no Rio de Janeiro passou a ser algo que deixou os ambientes privados e passou a chamar atenção do dia a dia da sociedade carioca.
Provavelmente como um resultado paralelo da investigação jornalística de “A Noite” contra o consumo de cocaína, são publicadas algumas cartas denunciando o uso de cocaína em locais públicos. No dia 12 de abril de 1913, “A Noite” trouxe na sua segunda página o relato enviado por carta, de um leitor que apontava a condição de mulheres viciadas em cocaína, que se prostituíam pela droga nas praças do centro do Rio de Janeiro, de como estas mulheres eram aliciadas e como se encontravam em franca decadência física e moral devido a droga e a prostituição.

Uma carta denúncia de 1913, incomodamente atual
Uma carta denúncia de 1913, incomodamente atual

Concluía o leitor pedindo aos jornalistas de “A Noite” que realizassem um trabalho investigativo.
Estranhamente, mesmo depois de 100 exatos anos, o relato desta denúncia é bastante similar ao que ocorre atualmente com as jovens que se prostituem para consumir cocaína e o seu nefasto “filhote”, o crack.
Percebemos através da leitura dos jornais antigos que entre as décadas de 1910 e 1920 passou a existir uma maior preocupação, um maior debate, até mesmo uma maior repressão a compra e venda de cocaína no Brasil.
I0049285-03PX=000000PY=000000
No início da década de 1920 o consumo de cocaína começou a diminuir no Brasil. Mas não foi por campanhas governamentais, ou pelo endurecimento da repressão e combate ao consumo da droga. A farra diminuiu porque simplesmente o produto foi escasseando no mercado externo.
Para os pesquisadores do tema os fatores deste declínio estavam no surgimento de leis restritivas e punitivas que baniram a cocaína e a heroína do mercado livre em vários países, principalmente nos Estados Unidos. Maior controle da importação e exportação desta droga, perseguição aos médicos que prescreviam tais substâncias indiscriminadamente, além do surgimento na Europa de medidas socioeducativas e de saúde pública, visando à prevenção e ao tratamento desses pacientes. O próprio advento da depressão econômica, com a quebra da Bolsa de Nova York em 1929, deixou o mundo com menos dinheiro para gastos supérfluos. E por fim, o surgimento das anfetaminas em 1932, como um novo e potente estimulante de longa duração.
I0086342-03PX=000000PY=000000
Mas aparentemente estas situações não significaram o fim total da vinda e consumo da cocaína no Brasil antes da Segunda Guerra Mundial. Tanto assim que o popular cantor Francisco Alves intitulou a sua música para o carnaval de 1937 como “Cocaína”.
Olha, se a música foi lançada eu não sei! Mas só em intitular desta maneira uma música de carnaval é algo que chama atenção.
Não Baixem a Guarda, esta Epidemia Está Aí e Não vai Acabar tão Cedo
Sabemos que foi ao longo do século XX que os Estados Unidos assumiram a dianteira da cruzada antidrogas, impondo aos demais países na Europa e na América convenções que dariam origem à chamada guerra às drogas. Mas foi a convenção internacional realizada pela Organização das Nações Unidas em 1961, que se estabeleceu as regras que pautariam as políticas sobre drogas em vários países. O critério era proibir drogas que não tinha uso médico. As substâncias que não foram consideradas como de uso médico passaram, a partir de então, a ter seu uso proibido ou submetido a controle. A chamada “guerra às drogas” foi declarada pelos Estados Unidos em 1972, fortalecendo assim a deflagração explícita de combate ao tráfico, com operações internacionais de alcance cada vez maior.
Combate a fabricação de cocaína na Colômbia
Combate a fabricação e tráfico de cocaína
Na virada dos anos de 1960 para os 70, a cocaína voltou à cena como estimulante em um mercado de trabalho cada vez mais frenético. A economia do tráfico, então, assumiu um novo circuito. Tradicionais regiões de plantação de coca na Bolívia e Peru aumentaram sua produção para o mercado ilícito; a pasta produzida era repassada a vendedores colombianos, que a transformavam a folha na droga, encaminhada aos centros consumidores nos Estados Unidos, Europa e América Latina. Países como o Brasil serviam apenas de entreposto logístico da droga e eram centros de consumo de menor importância. Mas com o crescimento econômico brasileiro, o país já não mais despontava apenas como um corredor para o tráfico internacional de drogas, mas como um grande mercado consumidor.
Os jovens com poucas oportunidades foram atraídos pelo poder e dinheiro de ser traficantes de cocaína, crack, armas e muitos foram assassinados em guerras de gangues de drogas que se seguiram e que conhecemos bem.
Amigos, quer vocês queiram ou não, as drogas como a cocaína, crack, heroína, anfetaminas, maconha, lança perfume, álcool e outras desgraças estão nas ruas, nas portas das escolas, nas casas de espetáculo, na porta da sua casa, nos locais de trabalho e por aí vai. Não conheço outra maneira de livrar nossos filhos deste problema do que sendo seus maiores amigos, confidentes, tendo tempo para estar ao lado deles.
E não custa nada conhecer o que são estas drogas através de leituras e de outras formas de informação, assim é possível debater melhor com seus filhos sobre os maleficios que estes produtos geram..
Não baixem a guarda, esta epidemia está nas ruas e não vai acabar tão cedo.
A História assim mostra.
Todos os direitos reservados
É permitida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de
comunicação, eletrônico ou impresso, desde que citada a fonte e o autor.=v

OBRIGADO PELA VISITA.

Google+ Followers